15.6.06

o leitor

10 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Conheço esse banco,
esse lampião,
li esse livro
vezes sem conta,
essa relva que falta,
foi gasta por meus pés,
conheço de cor
essa luz reflexa
das águas do rio
a que chamam
Douro.

15/6/06 1:01 da tarde  
Blogger patchouly said...

Sejas quem fores, anonimo,vejo que conheces bem o teu Porto, os seus bancos e os jardins à beira rio...

15/6/06 3:18 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Gostei desta foto, Patch'! Gosto do enquadramento.

15/6/06 5:07 da tarde  
Blogger patchouly said...

Obrigado sin'! O senhor estava tão concentrado que acho que nem deu pela minha presença. Melhor assim, não o incomodei.

15/6/06 5:33 da tarde  
Blogger Sinapse said...

... e como terias reagido se ele tivesse olhado para ti e percebesse que estavas a fotografá-lo?

15/6/06 6:11 da tarde  
Blogger patchouly said...

...eu é que ficava à espera da reacção dele, e depois logo se via! Já verifiquei que há reacções completamente opostas, desde aquelas pessoas que se sentem incomodadas até aquelas que se vêm pôr a jeito de propósito, como me aconteceu hoje com uma vendedora de majericos!

De qualquer maneira é sempre melhor passar anónimo, tipo mosquinha indiscreta...

15/6/06 10:21 da tarde  
Blogger Sinapse said...

Oh, não podes deixar a senhora ficar mal ... vais ter de postar a vendedora de manjericos! ;D

15/6/06 10:27 da tarde  
Blogger patchouly said...

Vou mesmo! :D

15/6/06 11:41 da tarde  
Anonymous CC said...

Eu cá acho que este era dos que te ia atirar o livro à pinha!!! Ou não...

15/6/06 11:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Da próxima
virei sob a forma
de criança,
no lugar do livro
trarei a flor,
em vez de costas
de velho,
as asas
e aí sim
posarei para ti.

16/6/06 12:46 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home