3.8.06

fragmentos


Reflexos do Estádio do Dragão. A Zara e a Lanidor não são patrocinadores do F.C.Porto, muito embora possa parecer pela sobreposição de reflexos e transparências da fotografia.

10 Comments:

Blogger Sinapse said...

Tive um brevíssimo momento de confusão, que durou apenas fracções de fracções de segundo, a olhar para o título do teu post ... será que entrei num Postais de BXL clonado, assim tipo o que aconteceu ao a-bruto?... ...
... depois desci à terra, claro que não tenho a exclusividade da palavra fragmento!! eheheheheheh

O teu post lembrou-me que não posto um fragmento há bastante tempo!

O teu post está interessante, by the way. O consumo e o futebol, duas subtâncias opiáceas ... Atenção às overdoses!

:))

3/8/06 7:24 da tarde  
Blogger Sinapse said...

(substâncias, com s) !

3/8/06 7:25 da tarde  
Blogger patchouly said...

Devo confesar que não associei o nome deste post à tua série sin- pareceu-me apenas um título mais ou menos óbvio para a foto. Não se trata portanto de uma qualquer ursupação à lá JPP. Eu nem sabia que o a-bru(p)to tinha andado a ser atacado!

Quanto aos ópios do povo, estou relativamente imunizado aos dois que apontas. Mais de um que de outro, pelo menos. :)

3/8/06 8:12 da tarde  
Anonymous CC said...

Tive difilcudade em encontrar a zara e alanidor, aqui!

4/8/06 12:12 da manhã  
Blogger Provisório said...

Sou frequentador assíduo desse palco de magia que é o Dragão. Considero o plano urbano das antas, da autoria de Manuel Salgado, e cujo principal protagonista é o Estádio do FCP, um dos melhores trabalhos que tem sido feito nesta área de projecto (sem dúvida o mais conseguido do Euro2004).
Mas repescando um pouco a discussão da torre das antas aponto a questão da modernidade no nosso desenho de cidade.
Citando José Aguiar (Cor e Cidade Histórica, Edições FAUP 2002): "As revoluções do mundo moderno desintegraram a noção de "lugar" urbano tradicional, as novas relações entre o espaço e o tempo conduziram a formas extremas de dispersão do que era antes a concentração. As relações entre vida social e espaços urbanos ou arquitectónicos alteraram-se radicalmente. Dentro da própria cidade, os espaços urbanos perdem coerência e tornam-se abstractos: a estrada substitui a rua; o fórum deixa de ser a praça urbana e é agora substituído por uma rede de equipamentos mais ou menos distantes (os centros comerciais), servidos por intermináveis redes de infra-estruturas (como as radiais e as circulares)."
Os estádios podem actualmente ser lidos no tecido urbano como em tempo foram os Coliseus ou os Circus Maximus, um equipamento público que se destina a uma demonstração para massas, durante um curto período, mas com uma frequência sazonal. Cabe ao arquitecto e ao urbanista saber integrá-lo na cidade. Desde que em festa, será sempre uma mais valia para o povo e uma referência importante à identidade urbana.
Já o consumo não terá a mesma apropriação pela cidade. Quando confinado a um contentor de multidões poderá prejudicar e muito o ambiente urbano, concorrendo para o que Norberg-Shulz definia em Genius Loci como a "Perda do Lugar", e consequente perca de orientação e identificação...

4/8/06 12:29 da manhã  
Blogger Provisório said...

Provavelmente extravasei o âmbito desta caixa de comentários. Provavelmente estarei a precisar de férias e a deixar de subir "as escadas do Traz".
Provavelmente talvez, deve ser isso...

4/8/06 12:32 da manhã  
Blogger patchouly said...

Caro provisório, nem sei que te diga como resposta ao teu comentário - talvez porque amanhã me vou meter numa dessas inúmeras redes de infraestruturas que me levará ao merecido descanso anual, talvez seja por preguiça, talvez por ignorância. Sempre te posso dizer que me agrada o facto de poder usar esta rede e este forum para te mostrar algumas fotos que de outra forma não verias, agrada-me que elas te provoquem essas divagações e devaneios, como me agrada o facto de poder sair do escritório às 20:00 e poder ir comprar uns sapatos e uns calções de banho até ás 24:00. Mesmo que para isso "perca o lugar", como diria Norberg-Shulz.

4/8/06 1:38 da tarde  
Anonymous Remus said...

Eu adorei a foto.
Já a tinha visto à uns dias atrás, mas só agora é que tive oportunidade de deixar aqui o meu "carimbo" :) de "Recomendado"... hehehehe.
Bom trabalho

5/8/06 8:05 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! lexapro half life fiat 900 Butalbital fioricet buy tramadol Ftv solo dildo masturbation Faucet moen repair model cars oldsmobile Engine swap acura rsx Infiniti usa careers Didrex 90 count 230 Distributors of proactiv in miami How long before effects of adderall seen car oldsmobile show

21/2/07 11:07 da tarde  
Blogger 123 said...

International maker Louis Vuiton handbags – the monopoly while using imitation leather handbags by technique of probably the most renowned brand .Brown alligator handbags are commonly seen on many times within the arms of our sisters, friends, mothers, our colleagues, and individuals wives we love, admire and respect, and even individuals we are not so keen about.

4/1/11 4:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home