24.2.06

Escutas-me sem me ouvir...


olhas-me sem me ver...

7 Comments:

Anonymous luzinha said...

"Navegar é preciso; viver não é preciso".

Quero para mim o espírito [d]esta frase,
transformada a forma para a casar como eu sou:

Viver não é necessário; o que é necessário é criar.
Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso.
Só quero torná-la grande,
ainda que para isso tenha de ser o meu corpo e a (minha alma) a lenha desse fogo.

Só quero torná-la de toda a humanidade;
ainda que para isso tenha de a perder como minha.
Cada vez mais assim penso.

Cada vez mais ponho da essência anímica do meu sangue
o propósito impessoal de engrandecer a pátria e contribuir
para a evolução da humanidade.

É a forma que em mim tomou o misticismo da nossa Raça.

25/2/06 8:21 da tarde  
Anonymous luzinha said...

P.s. Fernando Pessoa

25/2/06 8:22 da tarde  
Blogger jc said...

"Navegar é preciso; viver não é preciso"
tinha isto escrito na parede do meu quarto de pequeno.
obrigado Luzinha

26/2/06 12:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maginífica!
Simplesmente Magnífica!
Susana

12/3/06 11:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very nice site! »

15/3/07 11:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP France debt public 2006

26/4/07 11:40 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

In a competitive world where the desire for distinction from the norm is an inherent component of any successful individual's ambition, many designer copy watch brands have capitalized on the concept of "status symbol".Others do not care for quality and are merely looking for a designer name to brand their wrist: "class-worthy".

4/1/11 1:16 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home