20.4.06

escultura conceptual-minimalista







Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia entrar nela, não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia fazer pipi
Porque penico não tinha ali
Mas era feita com muito esmero
Na rua dos Bobos
Número zero

Vinicius de Moraes /Bardotti / Sérgio Endrigo

9 Comments:

Blogger Carlota said...

Nunca tinha ouvido uma fotografia assim...
Beijola

20/4/06 10:58 da tarde  
Blogger patchouly said...

Que bela sinestesia Carlota!
Beijos

20/4/06 11:01 da tarde  
Blogger Sinapse said...

estou impressionada com o nível destes 2 comentários!

e eu que só pensei em entrar na Lanidor ...

(tb pensei no grafismo das fotos, Patch')

;)

20/4/06 11:44 da tarde  
Blogger patchouly said...

De vez em quando lá tem de ser sinapse. Pra manter a média!

20/4/06 11:53 da tarde  
Blogger jc said...

Belíssimo conjunto patch!
Sempre pensei que esta escultura não resultaria, enquanto assistia à montagem, viata agora nestas fotos é outra coisa.
O Porto precisava de mais intervenções destas!

21/4/06 9:59 da manhã  
Blogger lxexpo said...

é engraçado a dinâmica q esta escultura provoca...

21/4/06 12:09 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Isto visto assim por ti até me parece bem!
Tenho que ir lá espreitar a tal escultura que ainda só conhecia através d'a baixa do porto que a comentou muito a partir deste post, mas que, pela conversa que se seguiu, não me pareceu ter caído nas graças de nenhum dos itervenientes habituais desse blog.

21/4/06 12:37 da tarde  
Anonymous "Simão Descalço..." said...

Bahh

que nojo de escultura :(

21/4/06 3:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Where did you find it? Interesting read play scrabble online alarm system in tucson az Sport game download Refrigerators memphis stanley automatic gate openers hp inkjet print cartridge 45 ionamin online information online online

23/2/07 7:06 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home