4.4.06

Largo do Ouro, nem tudo coisas boas.







Uma homenagem a alguém que foi assassinado no Largo do Ouro no passado dia 26 de Março.
Ás vezes é bom pensarmos nisto para sabermos dar valor à vida e aquilo que temos.

67 Comments:

Anonymous "Simão Descalço..." said...

Concordo!
Pensamos que é aos outros que acontecem as desgraças!
E quando menos esperamos...
E as vezes só damos valor à vida quando perdemos algum ente querido!

Fora isso, boas fotos TMC, estás a melhorar!

A Primavera anda a fazer-te bem!

4/4/06 7:45 da tarde  
Blogger tmc said...

bahhhhhhhhh
Simão, quando se referir a mim... ...
trate-me por Prof. Purista! ;)
Obrigado
PS-no resto, desta vez, estamos de acordo.

4/4/06 8:10 da tarde  
Anonymous "Simão Descalço..." said...

Oh Oh! As minhas sinceras escusas! Digníssimo Exmo. Sr. Doutor Professor Purista! (de quê)?

4/4/06 8:15 da tarde  
Blogger tmc said...

Ah, assim está melhor.
O 'de quê' é que era escusado, ou já se esqueceu do post Cenas Urbanas II que me conferiu esse digníssimo título?

4/4/06 8:30 da tarde  
Anonymous "Simão Descalço..." said...

Esquecer? hihihihih, tá me estranhando?
O Digníssimo Professor é daqueles que prima pelo "título"?

4/4/06 8:35 da tarde  
Blogger tmc said...

hummmmm
Qualquer dia ainda te hei-de apanhar...

Não há por ai algum 'nãoseipramais' para me ajudar?

4/4/06 8:41 da tarde  
Anonymous "simão descalço..." said...

tsss, tsss ;)

4/4/06 8:49 da tarde  
Anonymous CC said...

Acho que não foi o Simão Descalço que te chamou SrºPurista, TMC. Tem que ser feita a justiça ao verdadeiro "inventor" de tão nobre título!;)

4/4/06 9:43 da tarde  
Anonymous CC said...

Retiro o que disse. Fui investigar...
"Simão Descalço..." said...
Oh, como é linda a Prima-Vera!
O Sr. Purista e o Sr. Traz, esqueceram-se de postar?
Postem, postem!
Postam muito bem!

26/3/06 10:56 AM"

4/4/06 9:51 da tarde  
Anonymous "Simão Descalço..." said...

Boa investigadora CC, quem se intitulou purista foi o Digníssimo Professor. TMC! eu só dei uma ajudinha, botando o S'inho'R'e

4/4/06 10:11 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Eu esqueci-me de postar CC?
Até postei duas vezes hoje! Não podemos abusar senão qualquer dia o blogger não nos dá mais espaço!

:)

4/4/06 10:38 da tarde  
Anonymous CC said...

Não fui eu que disse. Eu só me limitei a transcrever o que o Srº Descalço disse. :))

4/4/06 11:20 da tarde  
Blogger TR said...

O que é que terá acontecido nesse largo para que lhe dessem o nome de Largo do Ouro, que hoje não serve para mais do que para ironizar...? Na verdade já ninguém liga a toponímia, o que é uma pena porque pode, deve e tenta ser uma forma de marcar historicamente, pelo menos, alguns lugares, acontecimentos e lembrar algumas pessoas, o que está muito bem.

4/4/06 11:40 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Eu não sei tr, mas acho que a luzinha é capaz de saber. Talvez ela nos informe quando passar por aí.

4/4/06 11:59 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Largo António Cálem:
O Largo de António Cálem chamava-se antes Largo do Ouro.
Ignoramos pq razão se chamava do Ouro um lugar antigo nas margens do Rio Douro, que deu sobrenome à freguesia de S. Martinho do Lordelo - Lordelo do Ouro.
Lordelo segundo a lição do Dr. José Leite de vasconcelos, vem do medieval laurito ou laureto, palavra composta de laurus, (loureiro), significando abundância de loureiros - um loureiral.
Teria evoluído sucessivamente para lauritello (séc. X), Lauridelo (séc. XI) e Lordelo ou Loordelo (séc. XIII).
Efectivamente é já esta a grafia nas Inquirições de D. Afonso III. em 1258.
Embora julguemos um tanto duvidoso que fossem ali as famosas taracenas ou tarecenas medievais, já existentes em tempo de El-Rei D. Fernando, e onde se teriam construído as frotas que se encheram de glória em tempos de D. João I, não há dúvida que existiram no Ouro velhos estaleiros, pelo menos desde finais do séc. XVI, tão importantes que justificavam a existência de um superintendente dos galeões do Ouro no séc. XVII.
Nas proximidades deste Largo do Ouro desaguava no Douro um ribeiro*, tb chamado do Ouro, sobre o qual havia uma ponte. Esta ponte aparece-nos desde 1745 com a designação de ponte da Sra da Ajuda; ponte do Ouro, em 1780; ponte d'Ouro em 1831.
António de Oliveira Calém e seu pai António Alves Calém, foram figuras gradas do comércio portuense dos fins do séc. XIX e no séc. XX, no ramo dos vinhos do Douro.

*Eu penso que vem daí o topónimo Ouro, e do próprio rio Douro, mas quem sou eu para pensar tal coisa, perante Mestres de História!

Qt às fotos, o TMC mostra o lado humano da fotografia, se assim se pode dizer, mto bem, os meus parabéns!

5/4/06 10:34 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

Mesmo não sabendo o porquê do nome 'ouro' eu sabia que a luzinha não nos ia deixar ficar mal!
:)

5/4/06 11:07 da manhã  
Blogger tmc said...

à luzinha,

'- Obrigado mestre pela lição que mais uma vez nos deste.'

Luzinha, comenta, comenta, comenta sempre que sabes!

As nossas fotos ganham outro interesse com os teus comentários, obrigado.

5/4/06 3:11 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Eu é q agradeço, apesar do tempo escasso e do excesso de trabalho, sempe que tenho oportunidade, contribuo com alguma coisinha.

Esqueci de referenciar o autor e o título do livro, onde fiz a pesquisa: «Toponímia Portuense / Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas, [1999]».

Qt ao comentário do Simão, concordo com uma coisa, damos mais valor à vida qd perdemos alguém, e se esse alguém é mto querido para nós, ainda mais!

E para finalizar queria deixar uma msg ao Traz, q é papá: Acima de uma boa educação e de bons estudos q possamos dar aos nossos filhos, está o amor e o carinho! que são as duas coisas q eles mais precisam! a harmonia entre pais e filhos vem daí. ;)

5/4/06 7:12 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Obrigado pelo conselho luzinha! Não pretendo falhar nesse campo!
:)

5/4/06 11:03 da tarde  
Blogger tmc said...

Eu sei que não vais falhar...
Mas vais ter de te aplicar!
dá-lhe!

6/4/06 11:17 da manhã  
Blogger Luzinha said...

Queria fazer uma correcção...
O título das fotos levou-me a "errar" na informação que dei.

Realmente o Largo António Calém, antigamente chamava-se Largo do Ouro, mas esse largo fica mais abaixo um bocadinho do denominado pelo TMC, que tem o nome de Calçada do Ouro.

Pedia a quem puder para ver na placa toponímica se esse largo vem como Calçada ou Largo...pq está a fazer-me uma certa confusão... Na Carta Topográfica de Teles Ferreira de 1892, está referenciado como Calçada do Ouro, nalguns mapas actuais vem como Largo ou Calçada...

Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas não faz comentário nenhum à dita Calçada, por isso não consegui mais informações, mas assim q puder corrijo melhor o meu erro.


Peço desculpas pelo meu lapso...

6/4/06 5:59 da tarde  
Anonymous "Simão Descalço..." said...

Oh "Iluminada", também falhas? E eu que estava delirando com os teus comentáriosinhos! ihihihihih!
Devias era concordar c'um tudo o q'eu digo e prontos! ihihihih
vou ausentar-me por uns tempos!
Regressarei em breve!
Postem postem S'inho'R'e'S Digníssimos Arquitectos!

6/4/06 7:28 da tarde  
Blogger tmc said...

Obridago Luzinha, vou averiguar ao certo.

6/4/06 7:29 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

De facto luzinha, a placa toponímica (quer a nova modelo Rui Rio quer a antiga) referem 'Calçada do Ouro' muito embora toda a gente por ali o conheça por largo do Ouro.
O Largo António Calém se não me engano é em frente ao Fluvial.

6/4/06 8:37 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Bem me parecia, Traz! Obrigada pela informação. O facto de o referirem como Largo do Ouro é pq já existiu um bem perto q é o de António Calém, realmente fica em frente ao Fluvial.

Eu vou tentar saber se temos no Arquivo alguma coisa sobre a história da Calçada, e o pq do nome ouro, mas penso q tem tudo a ver com o Rio Douro. :)

6/4/06 8:56 da tarde  
Blogger tmc said...

Penso que o Traz esclareceu a questão.
Ficamos à espera de mais investigações da Luzinha.

7/4/06 3:03 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Está difícil! mas "teimosinha" como sou, vou chegar lá! ;)

7/4/06 6:34 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Investiga que sabes!

hehehe!

7/4/06 8:19 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Obrigada, Traz! :)

É um dos trabalhos que mais gosto de fazer, principalmente no que diz respeito à História da Cidade do Porto. ;)

9/4/06 9:48 da tarde  
Blogger tmc said...

Investiga, ensina que sabes!

11/4/06 12:28 da tarde  
Blogger Luzinha said...

As investigações estão a decorrer...

Tá mais dificil q um caso CSI!

Mas só falta assim um bocadinho...


;)

12/4/06 4:57 da tarde  
Blogger tmc said...

Estamos à espera!
Pq o nome Ouro?
Pq o nome Douro?

12/4/06 6:05 da tarde  
Blogger Luzinha said...

O pq do Ouro, sinceramente ainda não descobri...bem já estou a chegar a algumas conclusões, mas antes de fazer algum comentário prefiro ter provas!

O mais incrível é q quase ninguem se dedicou ao estudo da freguesia de Lordelo. Tb a dita freguesia só começou a fazer parte da Cidade do Porto em 1836, anteriormente pertencia ao Julgado de Bouças (actual concelho de Matosinhos), talvez daí a escassa informação q nós temos no Arquivo Histórico.

Sobre o Douro, já li duas versões:

1ª - Na altura do inverno as areias fazem com q o rio pareça doirado.

2ª - Vem do latim "durius", que quer dizer correr, devido à forte corrente que este rio tem.
Esta cidade foi povoada por Romanos, aliás na Casa do Infante foram encontrados mosaicos, de uma vila romana...

Para já é tudo q sei, uma pesquisa pode demorar meses... ;)

12/4/06 6:45 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Pesquisa que sabes!

;)

12/4/06 7:07 da tarde  
Blogger tmc said...

Mto obrigado Luzinha. Contigo estamos sempre a aprender.

Tenta despachar a investigação, senão podemos correr o risco da investigação durar mais do que o nosso Blog...

Ensina, informa que sabes.

13/4/06 11:11 da manhã  
Blogger Luzinha said...

Pelo andar, pelo sucesso e pela fama, n me parece q este blog seja efémero...

Qd tiver mais coisitas eu "ensino"...

:)

13/4/06 11:21 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

Pelo menos este post não tarda nada vai para o arquivo!
:)

13/4/06 12:36 da tarde  
Blogger tmc said...

Mas lá no arquivo também podemos comentar e aprender ensinar e aprender.

Já o Traz não tem a mesma sorte... é alergico a arquivos e não vai poder ir lá comentar;)))))

13/4/06 12:53 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Traz, és alérgico a Arquivos?!

Aparece na Casa do Infante, a alergia passa-te completamente!

Mais não seja pelo edifício "novo"!

Correcção, vários edifícios, para quem n conhece aquilo é um labirinto! de cultura ;) :D :P

13/4/06 1:59 da tarde  
Anonymous trazmumbalde said...

Só a arquivos que tenham ácaros! Que é o caso do nosso aqui no escritório.

13/4/06 3:57 da tarde  
Blogger tmc said...

hum....
Isso está por provar.
Hás-de ir á casa do Infante, ainda te quero ver por lá a fazer arqueologia!
Enquanto isso comenta que sabes!

13/4/06 4:22 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Arqueologia... hum... tambem...

Mas já q ele é um Senhor em sabedoria (o q diz, diz certo), pode dar umas aulitas à Luzinha de arquitectura...Ex: O que acha do resultado das obras de ampliação e restauro da Casa do Infante...

Tá descansado Traz, a Casa n tem ácaros nem outros parasitas...os documentos vão sempre p o "Auto-clave", é um "cofre" q manda uns gases para iliminar esses bichinhos! ;)

13/4/06 5:08 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Definitivamente tenho que lá ir.
Ainda vendem lá cópias daquelas plantas antigas do Porto? Já tenho a planta redonda, mas queria comprar a planta do cerco que já tive mas não sei onde está, e outras das quais só me lembro da imagem.

13/4/06 9:30 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Ó/OH Digníssimo!

Nem imagina como aquilo está!
Ainda vendemos, mas temos lá um Album de cartografia Portuense que inclui a planta redonda, e a cores!
E já temos mta coisa digitalizada, o único senão é q as reproduções só são feitas a 72dpis...:(
Com melhor resolução só c autorização superior...Burocracias da Função Pública...

13/4/06 9:49 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

A cores! A minha é a PB. :( mas tem bem mais do que 72dpi :)
Para o que serve uma reprodução a 72dpi? Só se for para ver a 10m de distância!

13/4/06 10:42 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Não dá para nada! mas são as normas! os Chefões mandam e nós...
Limitamo-nos a cumprir ordens, msm q n estejamos de acordo!

Uma vez foi lá um futuro colega teu, o rapazito era arrogante, mas disse uma coisa acertada... É só para inglês ver! em relação a reprodução de imagens...

13/4/06 10:52 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Coitado!
Passei lá tardes e tardes a tirar 3456967835424345 cópias da planta de 1892(acertei?) em A4s para tentar descobrir onde era a #"%$!#$% da estrada da Foz que ninguém conhecia por esse nome a não ser o prof. de TGOE...
Ainda se copia isso a partir de microfilme ou também já é digital?

13/4/06 11:32 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Assim como tiveste q ver as quadrículas da planta de 1892 em microfilme (micro jackets)! Coitado de ti! Que tempos!

Agora quase todas as plantas e cartas topográficas estão digitalizadas, é só visualisar no PC! ;)

Recordo-me de qlq coisa...essa estrada da foz n tinha a ver com a Rua de Serralves?! (ou melhor n continuava pela Rua de Serralves)
Talvez eu tenha sido uma das pessoas q n conhecia a dita estrada... ;) :)

14/4/06 12:45 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

A rua de Serralves era a estrada de Matosinhos, mas as duas estradas eram coincidentes até ao início da rua de Serralves, mais ou menos ao pé do Hotel Ipanema Park, e a partir dali a estrada da Foz ia em direcção ao castelo de S. João da Foz passando por um traçado que praticamente já não existe desde a construção do bairro da Pasteleira, e depois pela R. Padre Luís Cabral. Pelo menos foi à conclusão que cheguei na altura, e como passei na tal disciplina imagino que tivesse acertado!

14/4/06 9:23 da manhã  
Blogger Luzinha said...

Então eu fui uma das pessoas q por tabela te atendi, pq recordo-me q um dos meus colega me pediu ajuda!

Grande ajuda, por sinal! Pq não fazia a minima ideia!

E que grande investigador, sim Senhor Digníssimo Traz!

Hj tb ja aprendi ctg! ;)

14/4/06 12:55 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Será possivel?! Já não me lembro com quem falei, ainda estava no 1º ano da faculdade,e isso já foi aí há uns 15 anos!

14/4/06 2:03 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Hum...então não sei...
Mas eu já lá estou há 14 anos!

A não ser q o prof. peça sempre o mesmo trabalho aos alunos, eheheheh!

Então foi na sala antiga escura...
Agora temos uma sala toda iluminada, com vistas para o rio!

14/4/06 2:11 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Foi mesmo há 15 anos que fiz esse trabalho, devo ter estado na casa do Infante no início do ano de 91 a tirar as tais cópias. Não tive a sorte do tal prof. ter pedido o trabalho nos anos anteriores, mas não sei se não o fez nos seguintes. O grande problema que tive foi que a única base para o trabalho que me foi dada eram estas três palavras 'estrada da Foz' que pelos vistos ningúem conhecia por esse nome.
Enfim... lá acabei por descobrir o que era ao fim de três ou quatro tentativas e uns zeros nas avaliações intercalares do trabalho!

Sim, de facto a sala era escura.

14/4/06 2:49 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Então com toda a certeza q n fui eu q te atendi... eu sou da "reserva" de 92!

Não sei se foi o mesmo professor, mas sei posteriormente foram lá estudantes de arquitectura, fazer a mesma pequisa, e na altura tb n soubemos responder!

Teriam chegado à mesma conclusão q o Ilustríssimo e Digníssimo Traz!?

Mas se um dia alguem for la fazer o mesma pesquisa já tenho resposta para dar! Obrigadíssima!

14/4/06 4:53 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Não sei Exelentissima e Iluminada Luzinha(trocadilho), mas se foi o mesmo prof, e deve tes sido, é bom que tenham concluído o mesmo proque senão não saíram do zero!
Mas o tal prof. saiu da faculdade dois ou três anos depois pelo que os trabalhos sobre a estrada da Foz devem ter terminado.

14/4/06 6:30 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Eheheh, o meu nome tb é alvo de mts trocadilhos, ao menos tenho o privilégio de andar sempre "iluminada", msm nos piores momentos. ;)

14/4/06 6:42 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

lol!

:)

14/4/06 7:06 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Pq será os posts do Digníssimo Prof. TMC são os mais comentados?!

Hein?!

:)

14/4/06 8:52 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Não sei porquê, mas lá que são, são!

14/4/06 11:19 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Hum...será q é preciso investigar ou fazer uma pesquisa sobre esse assunto?!

eheheheh


ahahahaha

e +

eheheheh

14/4/06 11:22 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Investiga que sabes!
:)

14/4/06 11:55 da tarde  
Blogger Luzinha said...

LOL!


LOL!


LOL!


LOL!


LOL!


LOL!

15/4/06 12:13 da manhã  
Blogger tmc said...

Os meus post's não são mais comentados do que os outros.
Eu é que posto pouco e os comentários concentram-se mais!
Não será?

17/4/06 12:06 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Pois Bem, Digníssimo TMC, segundo as minhas investigações e contas (só nesta página), vai ver quem tem mais comentários, msm com menos posts:

TMC - 6 posts - 298 comentários
JC - 34 posts - 202 comentários
Traz - 11 posts - 120 comentários
Patch - 11 posts - 100 comentários
NSP - 2 posts - 19 comentários
JCPAC - 3 posts - 18 comentários

Agora tire as suas conclusões, e mais n digo, lol ;)

Nota: as contas foram feitas a "correr", posso ter errado em n.º de posts e comentários...
Para mais qlq coisinha:
contacto: 9------0- ehehehehe! :P

17/4/06 1:02 da tarde  
Blogger tmc said...

Boa luzinha! Continua, investiga que sabes!

17/4/06 3:08 da tarde  
Blogger Luzinha said...

É como já tinha dito ao Traz... às vzs dão-me aqueles 5/7 min. ... :)

...E ainda n tinha almoçado...

...Imagina se tivesse...N eram só os 5/7 min. LOL!!!

17/4/06 4:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... » »

7/3/07 12:02 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home