28.9.06

Pontes


“A Ponte de D. Luís substitui a Ponte Pênsil que existiu, quasi no mesmo lugar, desde 1843 até 1887. A actual, com os seus dois tabuleiros, põe em comunicação tanto a parte alta como a parte baixa do Porto e Gaia. Assim não sucedia com a Ponte Pênsil. Quem estava na Batalha e queria ir para a Serra do Pilar tinha de descer à Ribeira e, uma vez em Gaia, trepar a encosta abrupta, até lá acima. Não era brincadeira…
Pois o que, pouca gente hoje saberá é que se tivesse sido adoptada a sugestão apresentada pela Câmara Municipal do Porto, já há mais de “cem anos” se teria, com a Ponte Pênsil, realizado o importantíssimo problema que só em 1886 a Ponte de D. Luís resolveu. Quando em 1837 o Governo fez um contrato com Clarenges Lucotte para a constituição de uma Empresa construtora da estrada de Lisboa ao Porto, e de uma ponte sobre o rio Douro, entre o Porto e Gaia, «segundo o sistema de suspensão em ferro, etc.», a empresa Clarenges Lucotte & Cª apresentou dois projectos para a realização da Ponte (…)
(…) Não, nenhum desses projectos agradava à Câmara Municipal do Porto! Não concordava a Câmara também com a ideia de construir a Ponte no Laranjo – ou seja, se não me engano muito, no local onde afinal ficou. Não teria aí «de pronto boas entradas e de ser avultada a despesa, é obra mui demorada, além de acanhada».
Mas então que queria a Câmara?!
Onde é que no seu entender, devia ser colocada a Ponte Pênsil?!
Onde? Façam o favor de ler:
- «A Câmara atreve-se a propor» - repare-se que a Câmara considerava a sua proposta, na realidade, um atrevimento! – atreve-se a propor a construção da Ponte da Bateria do Postigo do Sol ao Pátio do extinto Convento da Serra do Pilar, porque as entradas e saídas estão francas, e então como a Empresa está obrigada à construção de estradas, com pouco dispêndio pode abrir-se uma em linha recta à Bandeira; desta forma o Governo leva a avante o contrato feito, e apresenta uma obra digna de ser admirada e de interesse para os dois pontos principais dos Concelhos do Porto e Gaia, com vantagem geral do comércio e agricultura e a única estável e segura pela sua posição.
«A actual ponte das barcas transferida para a Praça da Ribeira, com pequeníssima alteração e pouca despesa, fica servindo para uso da Cidade baixa. E então a Cidade do Porto, podendo fazer de Vila Nova de Gaia o seu cume, e da Cidade do Porto um Continente, há-de sujeitar-se a uma ponte incerta com risco de desabamento, acanhada, e com o prejuízo certo para a Nação? Não.
Não! – disse a Câmara.
Sim! – Respondeu o Governo.
E como o Governo é quem manda, deixou o Porto de possuir há cem anos uma ponte que devia ser a maravilha das maravilhas – bamboleando-se suspensa, a muitas dezenas de metros, sobre o abismo do Douro! Diz-se que a que existiu, quando passava por ela muita gente, abanava «como varas verdes» e chegava a «provocar enjoos». Metia medo! E era tão baixinha! Que sensação admirável – formidável! Se teria se ela estivesse à altura do tabuleiro superior da Ponte D. Luís?! Que pena não se poder experimentar!”

BASTO, Artur de Magalhães Basto – Falam Velhos Manuscritos : A Ponte Pênsil e um projecto audacioso da Câmara Municipal do Porto. In: “O Primeiro de Janeiro”. Porto, 1945.

Research by Luzinha.
Obrigado!

50 Comments:

Blogger jc said...

Gostei muito da história e da foto.

29/9/06 12:17 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Obrigado jc pelo comentário!

Já estou farto de aqui vir verificar isto e ninguém comentava!!!
O texto está fantástico, mas parece que ninguém lê, ninguém diz nada!!!! :(

29/9/06 12:30 da tarde  
Blogger tmc said...

Eu vejo!
Sempre

29/9/06 12:41 da tarde  
Blogger Sinapse said...

P(r)ontes, aqui fica mais um comentário! ;)

Bela foto! ... e muito interessante também a história que a Luzinha partilhou connosco!


:))

Beijinhos,
Sinapse

29/9/06 12:43 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Vês sempre o quê tmc?
Se não te tivessemos dito que havia comentários para ti nem aqui tinhas aparecido. (A propósito, os comentários para ti não são neste post, são no post abaixo)

Obrigado sin'. :)


Bom. Assim está a ficar melhor!

29/9/06 1:10 da tarde  
Blogger patchouly said...

Pois! O artista é um boa artista, a imagem é uma bela imagem, o texto é uma bela investigação.
Estavam reunidas as condições para uma chuva de comentários.

Custou a pegar, mas parece que lá vai!

29/9/06 1:42 da tarde  
Anonymous CC said...

Não li pq não tive tempo. fica para mais tarde, mas gosto da foto!

29/9/06 2:27 da tarde  
Blogger Provisório said...

Esta dupla de foto jornalismo arquivista promete...
bela foto Traz, muito bem suportada pela caríssima Luzinha!
o TMC vê sempre uma blogosfera em movimento, que não se queda apesar da falta dos seus comentários inflamados, e se postasses qq coisinha mas é?

29/9/06 3:53 da tarde  
Blogger Provisório said...

Esta dupla de foto jornalismo arquivista promete...
bela foto Traz, muito bem suportada pela caríssima Luzinha!
o TMC vê sempre uma blogosfera em movimento, que não se queda apesar da falta dos seus comentários inflamados, e se postasses qq coisinha mas é?

29/9/06 3:53 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Pois é patch, parece que lá vai indo!

Obrigado cc :)
Mas lê o texto quando puderes, tem piada, até porque dá a entender que há certas coisas que nunca mudam por aqui. Para o bem e para o mal.
E além disso se eu ando a pedir investigações à luzinha tenho que obrigar toda a gente a ler. Mesmo que não queiram!
;)

29/9/06 4:00 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Boa provisório! Dá-lhe que sabes!


heheheheh!

29/9/06 4:02 da tarde  
Blogger jc said...

Ó traz, e aquele moinante a olhar pra ontem, não deve ser de cá, na melhor das hipóteses, a olhar assim para cima sujeita-se a cegar por queda acidental de excremento de ave palmípede aquática!

29/9/06 4:47 da tarde  
Blogger JRP said...

Bela foto e belo texto.
A fonte da Luzinha também ajuda. O Artur de Magalhães Basto é a referência incontornável para quem quer entender a cidade.
As pontes sobre o Douro, unindo Porto e Gaia, pensadas mas nunca executadas, davam um livro porreiro. Como aquela em pedra de Carlos Amarante que deveria ter a dimensão aproximada da ponte Luís I. Seria brutal!

29/9/06 4:53 da tarde  
Blogger tmc said...

Siiiiim senhuõra!!
Este blog está a ficar mto eclético.

29/9/06 4:59 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Pois não jc, aquilo o que estava a dar por ali eram mesmo estrangeiros pouco avisados dos bombardeamentos orgânicos.
;D

Obrigado jrp! Esse projecto para a ponte já conhecia, verdadeiramente brutal, embora ao que parece impraticável.
Não era mal visto esse tal livro de projectos não realizados!
:)

Olhó tmc outra vez!

29/9/06 5:16 da tarde  
Blogger Luzinha said...

jc, a investigação que fiz foi por causa de uma provocação e/ou desafio que o traz me fez. Ele pediu-me um texto que se apropriasse à imagem, foi o que consegui arranjar nos poucos minutos vagos que vou tendo na CI :O)

sin', que bom teres gostado da história, já estava com saudades tuas ;O)

patch, sempre com aquele dom inconfundível e fabulástico que tens para a escrita!

cc, qd puderes lê que vale a pena...

Caríssimo provisório, obrigada! tb começava a sentir a falta dos teus belos comentários (aliás, com os quais já aprendi mto).

Grande A. de Magalhães Basto, um Historiador com um H grande. Jrp, De facto houve um projecto do Eng. Carlos Amarante (nome familiar;), impraticável como o meu 'amiguinho' diz mas que podia ter ido a avante se o grande impulsionador desse projecto, Francisco de Almada e Mendonça, não tivesse morrido naquela altura, e daí...

Blog ecléctico ou não, não tirando mérito das fotos magníficas do traz, patch, jc que vou vendo, quase todos os dias, o que tem feito falta (por mim comento) por aqui são fotos tuas, tmc. Ainda hj num mail que mandei ao traz, (a perguntar se tinha postado a imagem das pontes) dizia-lhe qlq coisa assim: - tenho pena que o tmc não poste com tanta regularidade como postava no início, pois ele tem o dom de me surpreender com as suas fotos. Consegue captar o belo de sítios que à partida não têm beleza nenhuma...(estou a referir-me de uns postes sobre o rio douro e a praia da granja, e outros que tais), e daí conseguires os recordes das cxas de comentários, consegues mostrar o Porto inimaginável! Já faz falta uma dessas :O)))
O traz pode confirmar...

Amiguinho TRAZ, o último mas não o pior, aquele que mais me desafia e provoca para que eu continue a comentar e de vez em quando para que eu mande uns textos! (Para a próxima prometo mandar um texto resumidinho ;O)
Obrigada por postares as minhas investigações. Mas como não podia deixar de ser tenho que elogiar a tua foto que vale mais que mil palavras!
Está qlq coisa de espetacular! (as sombras da ponte pensil na de D. Luís e vice-versa, o mosteiro da serra do pilar a tentar 'esconder-se' por entre os ferros da ponte, a cor do céu, mostras aqui os tais pormenores que eu gosto de ver, está 5*s). Bendito fds chuvoso que foste para a baixa tirar fotos! afinal valeu a pena umas provocaçõezitas e desafios! ;P

(note-se estes comentarios de graxa não têm nada, acho que o trazmumbalde tb o pode confirmar)

30/9/06 12:38 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

30/9/06 1:44 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Que GRANDE comentário Luzinha! ;)

Estou a ver que quando for de férias deixo-te a chave da minha parte do NSPM que fica bem entregue com certeza. :)
Estás é a tratar bem demais o tmc que não vai lá com falinhas mansas, tem mesmo que ser na base do insulto pessoal e gratuito. E mesmo assim...

E mais uma vez obrigado Luzinha pelos elogios à foto, e especialmente pelo texto que mandaste! :)

30/9/06 1:46 da tarde  
Blogger Luzinha said...

;O)

Acho que estava inspirada...
desta vez vai ser dos curtinhos! Na, na, na, não quero chave nenhuma, é responsabilidade a mais! (Kidding!;O)

Bem como não conheço o tmc pessoalmente, isso está fora de questão, amiguinho, mas também nunca insultaria ninguém. Se o Sr. Arquitecto TMC, não vai com falinhas mansas, paciência...só disse o que achava que devia dizer!

De nada amiguinho! ;O))))))

30/9/06 2:05 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

hehehe! Não estava a criticar!
Não te preocupes Luzinha, isto dá pouco trabalho, é só plantar um postzito ou outro de vez em quando, e regar as caixas de comentários todos os dias para não deixar secar. Depois deixo-te uma lista com as instruções, heheheheh. (kidding!)

Pronto, pronto, está muito susceptivel a amiginha! Deixe-se estar que eu pressiono o tmc, com sorte para aí daqui a uns 15 dias pode ser que haja post!
Estás a ler tmc? Trata disso!

30/9/06 4:19 da tarde  
Anonymous teo dias said...

sobre a foto, tenho a impressão que já disse o que sentia noutro sítio, não me vou repetir.
acho muito bem que se refiram ao Magalhães Basto, embora, hoje, certas coisas devam ser revistas com novos olhos.
sobre a ponte: de seu nome Luiz I sem o D como lá está gravado. sempre houve uma afeição da cidade por essa personagem da história. talvez se encontrem ums textos na série VI do tripeiro.

bfs

30/9/06 4:28 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Eu melindrada ou susceptível, 'amigunho'?! Na, na, na. Aquele comentário vindo de si, dá para perceber que era uma provocaçãozita! ;))) eheheheh! (afinal quem é o provocador de serviço, hein?) A não ser que o amiguinho estivesse com uma corrosividade altamente acentuada :P

Não seja por isso, traz, mandas-me as fotos devidamente tratadas, que eu trato do resto, qt a regar, posso ir regando, umas vezes mais outras vezes menos. (kidding again:O)

Só daqui a 15 dias?! Isso é quase como na Função Pública: - "AS reproduções estarão prontas daqui a 15 dias...e, e..." Ok, muy bien!

Qd eu disse que Magalhães Basto foi um Historiador com um H grande, dei a minha opinião pessoal, pq foi dos poucos historiadores que pesquisaram na base, isto é, tudo o que publicou foi baseado em pesquisas feitas em manuscritos do Arquivo Histórico. É atravez desses manuscritos que se faz a história e não de publicações copiadas umas das outras centenas de vezes, que muitas das vezes têm erros. (E olhem que historiadores com H grande vejo muito poucos na CI, posso contar pelos dedos da mão).

Ó/OH amiguinho fique o menino sabendo que não me rendo facilmente!!! :O))))))

30/9/06 8:55 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Correcção...que pesquisam na fonte e não na base...sorry! :$

Amiguinho hj sou eu q não estou nos meus melhores dias por isso, por hj é melhor ficar por aqui com os comentários!

Melhores dias virão!

Hasta :O))))

30/9/06 9:34 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Era mesmo susceptível* que eu queria dizer 'amiguinha' Luzinha! (aspas?)

Tréguas concedidas até virem melhores dias! ;)

* + 1 vez ver Astérix na Corsega.

30/9/06 11:10 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Amigunho (pronto, pronto, s/ aspas com direito a negrito ;P) traz, vai 'obrigar-me' a ler Asterix na Corsega, para eu poder perceber a msg?! (nunca o li...:$)

Ai tréguas! os meus comentários estavam a ser extremamente longos (o que não é normal), daí dizer que não estava nos meus dias. Mas o Amiguinho quer tréguas?????

Prontos já fiz a minha rega da parte da manhã ;O)))))

1/10/06 11:32 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

Hoje não era preciso amiguinha, estou por cá! ;)
Mas de qq maneira obrigado.
:)

1/10/06 11:40 da manhã  
Blogger Luzinha said...

Ai sim?!

Desculpe ainda não tinha reparado!

;)

1/10/06 11:46 da manhã  
Blogger trazmumbalde said...

Já estou a ver que não vou ter tréguas...

;)

1/10/06 12:35 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Ó / OH!!!!!!

eheheheh!

;O)

1/10/06 6:43 da tarde  
Blogger Luzinha said...

btw melindrada é o sinónimo de susceptível, foi só um trocadilho...

(sempre os nossos, tb não tem piada :(Kidding!;O)

1/10/06 6:48 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

...eu sei...

:p

1/10/06 8:20 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Pois mas tu gostas mais do susceptível e agrada-te!

:P

2/10/06 9:01 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

...
(Comentei antes do tempo no post acima)
...

#&%#&//)(%

:p

3/10/06 12:59 da manhã  
Blogger Luzinha said...

É GRAVE!

;o))))))

3/10/06 10:20 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

(...)
Pronto, perdi este, mas ganhei o de cima!
;p

4/10/06 6:56 da tarde  
Blogger Luzinha said...

E muitos virão acima do de cima!

LOL!

4/10/06 8:31 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Hehehehe!
Mas olha que o que está lá em cima hoje flutua, não vai ao fundo fácilmente!
:D

4/10/06 9:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

que seca estes comentários finais...parece uma novela mexicana...

10/10/06 9:46 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Mas as dobragens são melhores anonymous
:p

11/10/06 5:59 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Boa traz!

;O)

11/10/06 6:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

hmmm... com tante genuflexão intelectual, acabei por não perceber a das dobragens...

11/10/06 7:05 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Genufluxa que descobres anonymous!

(és o/a mesmo/a? pelo StatCounter não parece)

11/10/06 11:48 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Eu se fosse aos anonymous tinha, masé, masé muito cuidadinho...Pois o controlador de tráfego é muito aplicadinho...

;O)

12/10/06 1:18 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

:(
pareçe que o/a anonimous não responde a provocações.

12/10/06 8:56 da tarde  
Blogger Luzinha said...

tou a ver que não....

mas se quiseres respondo eu como anonymous. ;O)

12/10/06 9:08 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Olha que eu apanho-te luzinha! (se correr bem)
;)

12/10/06 9:30 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

genufluxa? talvez genuflecte, não?

12/10/06 10:28 da tarde  
Blogger Luzinha said...

ehheheheh! eu sei!

E este apanhaste!!!????

;D

13/10/06 7:43 da tarde  
Blogger trazmumbalde said...

Afinal a provocação funcionou!
annonymous strikes back!

Talvez amiguinha!

;D

13/10/06 9:42 da tarde  
Blogger Luzinha said...

ahahahahahahah!

;D

13/10/06 10:04 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home